Não delimite o amor


Sempre houve alguém que se alto intitulava mestre do amor e considerava-se  capaz  de descreve-lo.  Como um único sentimento pode despertar tantas sensações diferentes e classificarmos como amor?? Não seriam equívocos nomearmos todos estas retoricas como amor? Ou apenas devemos considerar que o amor é tão mutável quanto o tempo que passando uma vez nunca será o mesmo novamente, mesmo que em 24hs se renove o dia e o mês volte, o ano nunca será o mesmo e mesmo que o acaso permitisse isso o momento jamais se passaria da mesma forma. Pensando assim o amar nunca será igual, nunca será repetitivo, nunca será cansativo, mesmo que com uma mesma pessoa ainda haverá vareáveis formas de se amar. Voltando aos mestres do amor, não se baseie neles sinta seu próprio amor vivencie e descreva-o para assim quando este amor passar você ainda tenha lembranças de como foi amar aquele amor, mas deixe sempre espaço para que nasça outro amor e que ele seja tão bom quanto o outro já fora um dia.

Ketlly Schimith

Nenhum comentário

Postar um comentário

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger