Pra Você Guardei O Amor

Pra você guardei o amor
Que nunca soube dar
O amor que tive e vi sem me deixar
Sentir sem conseguir provar
Sem entregar
E repartir
Pra você guardei o amor
Que sempre quis mostrar
O amor que vive em mim vem visitar
Sorrir, vem colorir solar
Vem esquentar
E permitir
Quem acolher o que ele tem e traz
Quem entender o que ele diz
No giz do gesto o jeito pronto
Do piscar dos cílios
Que o convite do silêncio
Exibe em cada olhar
Guardei
Sem ter porque
Nem por razão
Ou coisa outra qualquer
Além de não saber como fazer
Pra ter um jeito meu de me mostrar
Achei
Vendo em você
Explicação
Nenhuma isso requer
Se o coração bater forte e arder
No fogo o gelo vai queimar
Pra você guardei o amor
Que aprendi vendo os meus pais
O amor que tive e recebi
E hoje posso dar livre e feliz
Céu cheiro e ar na cor que o arco-íris
Risca ao levitar
Vou nascer de novo
Lápis, edifício, tevere, ponte
Desenhar no seu quadril
Meus lábios beijam signos feito sinos
Trilho a infância, terço o berço
Do seu lar
Guardei
Sem ter porque
Nem por razão
Ou coisa outra qualquer
Além de não saber como fazer
Pra ter um jeito meu de me mostrar
Achei
Vendo em você
Explicação
Nenhuma isso requer
Se o coração bater forte e arder
No fogo o gelo vai queimar
Pra você guardei o amor
Que nunca soube dar
O amor que tive e vi sem me deixar
Sentir sem conseguir provar
Sem entregar
E repartir
Quem acolher o que ele tem e traz
Quem entender o que ele diz
No giz do gesto o jeito pronto
Do piscar dos cílios
Que o convite do silêncio
Exibe em cada olhar
Guardei
Sem ter porque
Nem por razão
Ou coisa outra qualquer
Além de não saber como fazer
Pra ter um jeito meu de me mostrar
Achei
Vendo em você
Explicação
Nenhuma isso requer
Se o coração bater forte e arder
No fogo o gelo vai queimar

Nando Reis

A verdade é o tédio da imaginação


Se um homem conseguisse escrever o que sente, perderia a faculdade de pensar.
É para não dizer o que sente que o homem pensa.
Uma criatura sincera dá a impressão de que está dizendo o que sente.
Sinceridade é falta de espírito.
A arte é puramente espiritual. Ela não diz verdades: diz mentiras belas. Não adianta nada dizer verdades: quem ouve fica apenas sabendo. Não é preciso que alguém "fique sabendo"; é preciso que todos "fiquem imaginando".
A verdade é o tédio da imaginação.
Saber é um horror. Uma coisa só é bela enquanto não é sabida: o céu, a alma... Não há sugestões possíveis no binômio de Newton.
Se a natureza fosse bela, a arte não teria razão de ser.
A natureza é o que há de mais verdadeiro; a arte é o que há de mais falso. Mas entre uma incomodativa aurora boreal e o cenário do Príncipe Igor, um homem decente não hesita: vai direto ao cenário de Bakst.
Porque é preciso que exista a verdade e que exista a beleza: se não, não poderia haver homens de mau gosto e homens de bom gosto.
Uma coisa só tem razão de ser enquanto encerra uma intenção de beleza. A verdade não tem intenções.
É muito mais belo acreditar numa mentira do que numa verdade.
Para que a verdade fosse bela, foi preciso pô-la dentro de uma linda mentira: a cisterna da lenda.
Em rigor, não há verdade nem mentira: há pessoas que acreditam e pessoas que não acreditam. A gente só tem necessidade de acreditar nas coisas incríveis. Ninguém tem vontade de que "aconteça" um romance de Zola.; todos têm vontade de que aconteça um conto de Perrault.
Por isso é que há deístas. Deus é perfeitamente inverossímil. Os ateus são homens que com certeza já viram Deus.
A arte é assim: a arte é como Deus. Todos os homens, querendo assemelhar-se a Deus, criam ou destróem. É o que justifica haver artistas e haver críticos. Aqueles criam sugerindo; estes destróem explicando.
Quando um artista não é compreendido, naturalmente é porque um crítico já tentou explicá-lo.
Explicar é completar. Somente as coisas incompletas é que são perfeitas, porque não satisfazem. Uma grande obra de arte é sempre incompleta: tem a perfeição de não satisfazer, isto é, de não cansar nunca.
Mas não há nada mais inútil do que discutir arte. Só se discutem convicções. Em arte não há convicções. O fato de ter um homem uma convicção prova, quando muito, que ele foi inferior a quem o convenceu.
O artista é um ser absolutamente superior.
Prefácio à "Narciso" (Guilherme de Almeida, 1925/1952) 

O amor está esperando ...

              Tumblr_lsd64ysx901qlh64oo1_500_large                                    




No outono sobre o chão,
   Entre o trafego e os sons comuns .Eu estou pensando em marcas e fases,Enquanto o vento do norte sopra adiante .Eu vejo como se amantes passasem por mim.Histórias andantes, de "quems", "comos", e "porques" .Meditando vagarosamente sobre o amor, pensando em você. 
   Darei tempo, darei espaço. E esperarei por um encantamento,Quando for hora de andar por esse caminho .Queremos andar direito.
  Eu estarei esperando por você, baby.Eu estarei me guardando na noite escura. O amor está esperando até estarmos prontos,Até estar certo.O amor está esperando .
   É a minha prudência, não frieza. Não há outra mão que eu preferiria segurar. O clima muda e eu estou cantando sobre você para estranhos. Não retenha o tempo querido, diminua o passo. Querido, agüente se puder .As apostas estão ficando mais seguras agora,que você é meu homem.
   Eu podiria escrever mil canções sobre o jeito que você diz meu nome.Eu poderia viver uma vida toda com você e depois fazer tudo denovo .
  E como eu não posso forçar o sol a nascer ,ou apressar o começo do verão ,também não devo apressar meu caminho para seu coração.


                                            Love Is Waiting -  Brooke Fraser


                                     

Reminiscência


Sinto falta, de tomar chocolate quente com você quando está frio, de ficar parado durante minutos só pensando em seu sorriso, de momentos bobos como aquele que você começou uma guerra de ketchup, de te levar pra cama, só para dormi de conchinha… Você se lembra??
Sinto falta, de acorda cedo só para ver você dormir, de mordisca de leve suas bochechas e ver você ficar rosa, de ver seu sorriso quando te surpreendo com uma flor, de sua cara de brava quando está com ciúmes,  de como morde os lábios quando está insegura e de como minha presença te faz sentir segura, ou melhor fazia… Você se lembra?
Sinto falta, por que na verdade  eu amava  quando você bagunçava meu cabelo só pra me ver bravo, amava passeia de mãos dadas com você pelas ruas, e não me importava em empresta meu sapato quando seu salto machucava, pois eu te amava, ou melhor te amo.
Você se lembra? Por favor, diz que ainda se lembra!?
Por que eu  ainda me lembro, e para fala a verdade nunca vou esquecer.
- Benjamin Guimarães

Sete de setembro: Dia da Independência ou Dia da Desonra Nacional?!

"Verás que um filho teu não foge à luta..."


“Palavra puxa palavra, uma ideia traz outra, e assim se faz um livro, um governo, ou uma revolução.” – Machado de Assis

Há menos de uma década para completarmos 200 anos de Independência, questiono-me se realmente somos independentes. O Brasil tem vivido de aparências... Programas governamentais que simplesmente servem apenas para cobrir corrupções de “nossos representantes” e muitos brasileiros insistem em manter os olhos fechados diante de muitas causas... Pergunto-me de que adiantou declararmos independência de Portugal se ainda somos dependentes de um sistema corrupto, de uma mídia manipuladora e das distrações promovidas “intencionalmente” pelo governo?!
Ontem, foi comemorada em todo o país essa data que marca a nossa “liberdade” de Portugal, milhares de brasileiros deixaram seus lares para prestigiarem os “Desfiles Cívicos” que sempre acontecem nas capitais brasileiras. Outros também deixaram suas casas para estarem no Estádio Nacional de Brasília (alguns não sabem escolher suas prioridades, acredite!). Mas, ainda bem que MILHARES de “GUERREIROS” FORAM às RUAS, em TODO o país, LUTAR por uma NAÇÃO mais JUSTA e por um FUTURO MELHOR para as novas gerações.

"Nunca vi o dia da independência tão verde e amarela, porém isso me deixa muito triste.
 Um grande problema dos brasileiros é vincularem o patriotismo com o futebol, a seleção.
 Hoje o Brasil estava verde e amarelo mais pelo motivo errado, o brasileiro deve perceber que
 o Brasil é muito mais que futebol 
 e quando isso acontecer poderemos, então, cobrar este respeito do restante do Mundo.
Somos mais que futebol. Somos uma nação!" (Ketlly Schimith)

Já ouvi muitos dizerem que o “Gigante não acordou” e que todas essas manifestações não passam de “fogo de palha”. Mas, assim como o poema de Edson Marques que diz: “Mude, mas comece devagar porque a direção é mais importante que a velocidade...”, assim tem sido as manifestações. Podem ser poucas e apresentar um número reduzido de pessoas em cada canto, porém o impacto que tais têm causado desde o mês de junho de 2013 tem sido enorme. Penso que não procuramos quantidade e sim qualidade, pessoas capazes de vestirem a camisa, agarrarem com ousadia essa causa e saberem o porquê de estarem nas ruas, pois, segundo o Ministro Presidente do STF,
Somos o único caso de democracia no mundo em que condenados por corrupção legislam contra os juízes que os condenaram. Somos o único caso de democracia no mundo em que as decisões do Supremo Tribunal podem ser mudadas por condenados. Somos o único caso de democracia no mundo em que deputados, após condenados, assumem cargos e afrontam o judiciário. Somos o único caso de democracia no mundo em que é possível que, condenados, façam seus habeas corpus, ou legislem para mudar a lei e serem libertos (Joaquim Barbosa).

E ainda complemento: somos o único caso de democracia em que o indivíduo é julgado em última estância e ainda assim tenta “recorrer ao processo”. Por isso, não protestamos apenas por protestar, ou porque achamos bonitinho, ou porque “virou moda” (como muitos dizem) e muito menos para ficarmos postando “fotos” no facebook para dizer que estamos fazendo o nosso papel como todo cidadão bom. Protestamos, porque somos jovens, temos sonhos, temos direito e queremos um país menos devastado do que já está e que se torne um país verdadeiramente democrático.
  Portanto, o que presenciamos no dia sete de setembro de 2013 não foi apenas vergonhoso para o governo, mas para todos nós brasileiros. E sim, o governo conseguiu distrair boa parte da população, mas não foi o suficiente para quem tem garra e sede de mudança e que deseja ver se cumprir as linhas da nossa Constituição Federal de 1988. Isso tudo sem mencionar o “tratamento animal” dado aos manifestantes por policiais, que também são explorados, mas que alegam estarem cumprindo “o dever” diante do Estado. Assim, de acordo com a blogueira Ketlly Schimith, “nunca vi o Dia da Independência tão verde e amarelo e o Brasil estava assim pelos ‘motivos errados’”.   

Então, se você fica dizendo que “o Gigante não acordou”, que essas manifestações não darão em nada, que não passam de um simples “alvoroço” e que também não “veste a camisa”, faça um favor: não fale coisa com coisa e nem critique quem protesta no seu lugar. Se não quer ir, não vá, continue preocupado com as suas “prioridades”, porque nós lutamos por você e nos preocupamos por uma educação, segurança, saúde e Governo de qualidade, por um amanhã “decente” para nossas gerações e que se faça valer o conceito de democracia na prática.

"Brasília nunca foi tão verde e amarelo (17 de junho de 2013)" -
Ocupação das cúpulas do Congresso Nacional
- Uma jovem estranha *-*

Primeiros Rabiscos

Ando com medo e assustada com coisas bobas e pequenas
A fragilidade tem tomado conta do meu ser.
Sinto que preciso experimentar novos ares, novos ventos, novos sabores, novas amizades, novos amores...
Sair de mim, fazer coisas impensáveis.
Qual a necessidade disso?! Ainda não sei
Talvez seja apenas um momento 'doentio' de minha alma
Ou quem sabe, exigência de meu próprio ser diante dessa monotonia.
Como toda rotina, a minha tem se tornado cansativa, angustiante, muito previsível...
Sinto que já não é mais desejo, e sim, necessidade de libertar-me.


Pergunto-me onde foi que parei, quando deixei de viver e pensar em mim
Ou quando esqueci completamente de mim?!
Respostas, não as tenho.
Sinto falta de coisas que nunca vivi, de sabores que nunca experimentei,
De momentos que ainda não vivenciei.
Tenho saudades de andar na chuva,
Correr e sentir o vento, o gosto da liberdade em meu rosto.
Talvez, eu tenha apenas criado um mundo perfeito em que a felicidade transborda em meu ser.


Mesmo sabendo que tudo isto é utopia,  acho que precisava de algo em que eu possa agarrar ou acreditar.
Meu eu tem sede de mudança, de fuga e outras coisas...
Não sei para onde fugir ou esconder
E quem sabe, deixar que a metamorfose tome conta de mim.
Meus pensamentos me atormentam e o medo me assusta cada vez mais.
Estou à margem de um rio e não sei como atravessar
Ou o que há do outro lado.
Arriscar seria a solução? Não sei!
Minha vida já é incerta
E a incerteza do que me espera assombra-me ainda mais.

- Uma jovem estranha

1/2


Meio tarde
             Meio triste
                             Meio que subsiste
                                          Meio com fome
                                                                           Meia hora
                                                                                Para
                                                                            Meia noite
                                           Meio que calada
                            Meio aborrecida
              Meio deslocada
Meio que nem sempre sou lembrada.
- Ketlly Schimith

Pensamentos vazios


 Uma folha em branco foi aqui que eu planejei tudo.
 Cada momento, cada segundo que eu iria descrever
 Que eu poderia me lembra ao reler.

 Em uma folha em branco planejei, 

 Passeios em parques, cinemas, emblemas… 
De momentos únicos, especiais, essenciais.

 Com uma folha em branco sonhei com sentimentos, vários tempos,

 Com a decoração de nosso apartamento
 E com nosso filho que corre e espalha as folhas caídas que seriam tragas pelo vento. 

 Nesta folha em branco 

 Tive meus devaneios,
 Tentei dissimular meus receios..

 Como uma folha em branco, percebo sua ausência, 

 Me encontro no meu vão e   falto, ressentindo-me por tudo.
 Agora me deparo em minha auto-ilusão onde adentrei à um enleio,tive um devaneio

 E agora certifico-me que está folha em branco, 

 Não é nada além de uma simples, 
 Comum e eterna folha em branco.

- Ketlly Schimith
Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger